Opinião: Desapega da mentira, Brasil!

Por João Edisom de Souza 27/05/2021 - 17:57 hs

 

  Quando um argumento de defesa vem cheio de inverdades é sinal que a realidade dos fatos é ainda pior que a acusação apresentada. Fake news não é apenas uma brincadeira, mas uma estratégia para esconder algo ainda maior que está por vir à tona.

  Partindo deste conceito, podemos afirmar que o Brasil vive uma guerra em que as armas para espalhar as mentiras são as redes sociais e os discursos inclusive envolvendo autoridades de todos os níveis e agentes de escalão contratados só para tal, por isso chega as ruas e as casas das pessoas como uma enxurrada tóxica que adoece e mata parte significativa de pessoas.

  O antídoto da mentira é a verdade, ou pelo menos deveria ser. Mas está impossível a verdade entrar em campo já que nesta guerra procuram de todas as formas assassinarem os mensageiros dos fatos reais.

  O que temos assistido no mundo das invenções e de realidades não existentes é que: a verdade e a mentira se transformaram em construções que decorrem da vida do rebanho e da linguagem arquitetada para a guerra de narrativas com objetivos estratégicos e definidos.

  As pessoas do rebanho chamam de verdade tudo aquilo que o conserva no conforto do seio do rebanho e chama de mentira aquilo que o ameaça ou exclui, independente dos fatos. Para muitos, a única verdade é a verdade do rebanho, mesmo sabendo que não corresponde com os fatos ocorridos. É mentira mas me agrada!

  O que estes grupos buscam é não serem questionados em seus discursos e postagens para que suas invenções se tornem uma verdade diluída na principalmente na falta de informação até por que a não descoberta da mentira faz parecer verdade.

  Institucionalizamos tanto a mentira que hoje ela é feita sob juramento. Os depoentes nas CPIs, por exemplo, estão fazendo media trainner antes para na hora se contradizer aos fatos com elegância e autoridade. Mentira para alguns agentes públicos viram status com bancada de apoio e plateia para aplaudir.

  Mahatma Gandhi afirmou que “assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida”. No caso do Brasil as mentiram estão contaminado 201 milhões de pessoas, fora os que literalmente morrem.

  No registro na história da humanidade nenhuma nação se construiu e evoluiu com base em fatos inverídicos. Precisamos praticar o desapego das mentiras e as fake news. Se quisermos melhorar teremos que ser intolerantes com a mentira, mesmo que seja cômica ou do nosso agrado.

  Como afirmou Abraham Lincoln, “nenhum mentiroso tem uma memória suficientemente boa para ser um mentiroso de êxito”. Imagina um país inteiro!