Aquarela… Quando acabar o maluco sou eu!!!

Por Luiz Macedo Júnior 16/02/2020 - 01:06 hs

Bom, que está chegando ao final dos tempos não é surpresa pra ninguém os fatos e acontecimentos, leva nós a crer que já estamos no livro de Apocalipse o ultimo da bíblia e logo mais seremos julgados, nossos pecados serão expostos e pesados na balança de precisão da vida. E ela vai pender para o lado que nós merecermos.

Preocupo-me comigo e com todos meus amigos, parentes enfim todos temos o medo dessa hora do juízo final, mesmo aqueles que são puros se é que esse alguém existe…. Mas pasmem agora não precisaremos mais se preocupar temos alguém que empunhara nossa bandeira que será nosso escudo o ‘’puro’’, o homem mais honesto que já pisou nessa terra, mas honesto até que o próprio Cristo o filho de Deus.

Sim… se você se lembrou dos quatro dedos um filhote de carbuncro lá do sertão do Pernambuco você está coberto de razão, até tentei traçar uma linha imaginaria entre Belém da Judéia e Garanhuns, a única comparação que consegui encontrar é que Jesus nasceu numa manjedoura e o outro deve ter sido numa pocilga, vai saber…

Procurei nas escrituras e ela avisou que ele voltaria e voltou e agora se revelou, foi recebido pelo Papa e canonizado em vida, beatificado em nome da existência humana o verdadeiro super santo que em vida será capaz de interceder junto ao criador por nós, o filhote de carbuncro dos quatro dedos e bafo de cachaça que em Roma fez toda santa igreja se emocionar de estar diante da mais perfeita criação de Deus ou do tinhoso que eu acredito seja o verdadeiro pai desse filho bastardo que foi adotado por um partido político e elevado ao mais alto cargo de um País  com a missão dada de erradicar a fome, de perpetuar a honestidade, será o nosso fio de esperança de não nos queimarmos no mármore quente da eternidade

E conseguiu…

Sim como previu ‘’Ary Barroso’’ esse ‘’meu Brasil Brasileiro terra de samba e pandeiro’’, virou o novo jardim do Éden, com um rei congo no congado!!!

A que cena marcante esse encontro daquele que se diz o enviado de Cristo e aquele que se julga o pai de Cristo, no caso o Papa é o primeiro.

Papa de vermelho um admirador do comunismo um defensor dos direitos dos excluídos dos, sem terras, sem tetos, sem mulheres, sem roupas, feministas, masculinistas “rsrsrs” petistas e todo esse coletivo de carrapatos, o resto que não é defendido por ele é a classe trabalhadora que dá murro em ponta de faca que mata um leão por dia que vai a luta e batalha que quando cai mesmo desarmado, olha pro céu agradece o pouco que tem limpa a poeira e continua em frente…

Mas também o que poderíamos esperar de um Papa Argentino sentado numa quase  roda dos expostos  ao lado do cachaça  tomando sua confissão quiçá até chorando ao ouvir tantas verdades sobre o que de bom ele fez por uma nação que foi um Robin Hood, um zorro que montado em seu jumentinho empunhando seu canivete de cortar fumo, acometido de uma forte diarreia,  libertou nosso Brasil das amarras dos mais ricos, das garras da injustiça…E  de como hoje muitas pessoas duvidam da sua honestidade que não conseguem abrir os olhos para o verdadeiro milagre que foi feito com sua passagem pela Presidência

E o Papa com certeza foi embriagado pelo sopro do dragão e abandonado a própria sorte saiu como disse ‘’Raul Seixas’’ ’’ …pelado pela Itália a cantar’  Ehê, ahã ! Quando acabar o maluco sou eu’’

 Luiz Macedo Jr.