Mitos e verdades por trás das estrias

10/01/2020 - 14:54 hs

As estrias podem ser definidas como pequenas cicatrizes que se formam com a quebra das fibras elásticas da pele.

Geralmente, isso acontece devido ao chamado estriamento, ou seja, quando a pele estica demais, resultando nas linhas características e que podem coçar ou arder.

Seguindo essa linha, descubra agora mesmo quais são os mitos e verdades por trás dessa condição.

Preparada?

 

Figura Photo by Ana Luiza Gomes on Pinterest

- As estrias tem relação com a alteração do peso:

Verdade.

Como as estrias aparecem devido à quebra das fibras, o processo de engordar e emagrecer contribui para que o tecido se rompa.

Ou seja, forçar a pele aos extremos faz com que o colágeno, responsável por garantir a saúde dos tecidos, não seja capaz de suportar todo o estriamento.

- Refrigerante causa estria:

Mentira.

Muitas pessoas realmente acreditam que o refrigerante pode causar estria, o que não é verdade.

Entretanto, a bebida pode contribuir para o ganho de peso que, como citado anteriormente, pode causar o estriamento dos tecidos e quebra das fibras.

- Roupas apertadas contribuem para as estrias:

Mentira.

Mesmo que seja uma crença muito comum, não existem provas de que as roupas apertadas possam causar estrias.

Como se trata de uma cicatriz na derme, as poucas não são capazes de apertar o suficiente para romper a fibra dos tecidos.

Ainda assim, não é indicado o uso de roupas apertadas porque podem contribuir para a má circulação, causando outros problemas de saúde bem como desconfortos, inchaço e retenção de líquidos.

- Tratamentos para estrias escuras são mais eficazes:

Verdade.

As estrias escuras são aquelas que ainda estão em formação.

Em outras palavras, as fibras já foram rompidas, mas ainda há sangue circulando fora dos vasos.

Por isso, é possível que a carboxiterapia, peeling e outros procedimentos estéticos sejam mais eficazes, reduzindo mais rapidamente a cicatriz.

 

Figura Photo by Sonia Cerqueira on Pinterest

Justamente por isso, o ideal é procurar auxílio médico logo que essas marquinhas aparecem.

- Existem tratamentos que curam as estrias:

Mentira.

Por mais que existem procedimentos e tratamentos estéticos para amenizar e tratar as estrias, não é possível afirmar que existe uma cura.

Isso que, àquela fibra que foi destruída não pode ser renovada, mas sim substituída por uma nova, quando a pele consegue se regenerar.

Como resultado, os tratamentos, como a carboxiterapia, servem para amenizar as marcas e proporcionar a renovação da pele, estimulando a produção de colágeno para combater estrias futuras.

- Pele desidratada não causa estria:

Verdade.

A pele desidratada não tem uma ligação direta com o aparecimento de estrias porque, segundo especialistas, isso não seria capaz de provocar a quebra das fibras da pele.

Porém, a pele seca pode evidenciar ainda mais as marcas e cicatrizes, o que faz com que você perceba um número maior de estrias.

Do mesmo modo, a pele desidratada tem um aspecto mais feio e enrugado, visualmente se parecendo com uma pele mais velha.

Vale dizer ainda que a pele hidratada tem menores chances de sofrer com o estriamento abrupto da pele.

Em outras palavras, ainda que não atue de forma direta na formação das estrias, a pele seca pode auxiliar no controle de peso e na saúde dos tecidos, evitando o efeito sanfona.

Principal responsável pelas estrias.

- Existem diferentes estágios de estrias:

 

Figura Photo by Parentes on Pinterest

Verdade.

As estrias não aparecem de um momento para outro, mas sim se formam aos poucos e começam com uma inflamação.

Como resultado, no início, é comum notar uma coloração mais avermelhada e, mais tarde, a formação das linhas brancas.

- Homens não possuem estrias:

Mentira.

Uma das mentiras mais comuns se referem a ideia de que homens não possuem estrias.

Acontece que os riscos são praticamente os mesmos e é bastante comum ver homens que estão acima do peso com cicatrizes brancas.

Entretanto, como o gasto energético do homem é diferente, bem como a forma muscular, acaba que é incomum ver homens comuns terem marcas.

Geralmente, os homens têm estrias mais visíveis nos braços, principalmente aquelas que malham mais que o recomendado.

- As estrias são mais comuns durante a gravidez:

Verdade.

A gravidez é um processo onde os tecidos podem sofrer um estriamento brusco, principalmente a partir do quarto mês de gestação.

Como resultado do crescimento rápido, as fibras da pele acabam por se romper, deixando marcas visíveis em toda a região do abdômen.

Logo, o cuidado com a alimentação e com a pele, evitando a obesidade são essenciais para evitar e combater a formação das cicatrizes.

- Coçar a pele pode formar estrias:

Mentira.

 

Figura Photo byMelhor com Saúde on Pinterest

Uma crença popular comum é a ideia de que coçar uma determinada região poderia ter relação com o aparecimento das estrias.

Entretanto,  justamente o oposto que acontece.

Afinal, as quebras das fibras podem dar a sensação de coceira. Ou seja, a estria já está ali, mesmo que seja menos perceptível, gera coceira e passa a sensação de que o processo foi inverso.

- Podem aparecer em qualquer área do corpo:

Verdade.

É comum que as estrias sejam notadas em áreas maiores do corpo, como coxas, abdômen, nádega e seios.

Por outro lado, existe a possiblidade de que elas apareçam em qualquer local, inclusive na face. Sendo uma condição associada a uma doença chamada de Síndrome de Cushing.

As estrias também podem aparecer em qualquer idade, inclusive em bebês.

- Tem impacto genético:

Ainda que a genética não seja uma carta branca, uma certeza, é possível que tenha certa relação.

De acordo com alguns especialistas, pessoas que tem familiares de primeiro grau com estrias, como mães e avós, tem chances maiores de desenvolver as cicatrizes.

Esse caso é considerado como uma predisposição e a dica é usufruir de tratamentos que possam combater a quebra das fibras, como uso de óleos, ou apostar na carboxiterapia e peeling para estrias mais novas.

Conclusão

Enfim, as estrias estão cercadas de mitos e verdades que incluem a carboxiterapia e outros tratamentos, predisposição, gênero e muitos mais.

E você, já sabia de todas essas verdades e mentiras ou ainda acreditava que coçar resultadas nas cicatrizes?


Até o próximo post!